Será que poderão ser transmitidas, por exemplo, doenças genéticas através do DNA mitocondrial paterno?

Os genes são herdados de ambos os progenitores, contudo expressam-se determinados fenótipos que se encontram codificados em organelos existentes no ovócito – DNA mitocôndrial. Não são só os genes nucleares que promovem a transmissão ou manifestação de uma dada doença genética, as mitocôndrias (ao possuírem DNA próprio) irão difundir informações genéticas que estarão patentes no genoma da descendência.

À questão formulada, apresentamos dois casos distintos:

No espermatozóide, as mitocôndrias localizam-se na peça intermédia. Ao ocorrer a fusão da membrana dos gâmetas, apenas o núcleo do gâmeta masculino irá penetrar no oócito II (intervindo posteriormente na cariogamia) não dando entranda, à priori, de qualquer outro organelo no mesmo. Assim, numa fecundação natural, é pouco provável que o DNA mitocondrial paterno interfira na formação do cariótipo de um indivíduo, para além de que as mitocôndrias acabam por ser destruidas pouco tempo depois de se dar a reacção acrossómica. Conclui-se então que, neste caso, a descendência apenas deverá herdar DNA mitocondrial materno.

No entanto, e subordinado ao nosso tema, colocamos a seguinte questão: O espermatozóide ao ser colocado integralmente no interior do gâmeta feminino, e dado que o mesmo contem na peça intermédia mitocôndrias, será que estas irão participar na transmissão de doenças genéticas? Se estes se encontram no seu interior deduzimos que poderão ser agentes transmissores de doenças paternas. Porem, determinadas investigações comprovaram a existência de proteínas especificas no DNA mitocondrial paterno que conduz à sua proteólise (quando se encontram no interior do zigoto), acabando assim por serem degeneradas.

Em suma, e respondendo à questão formulada, a probalidade de o DNA mitocondrial interferir na transmissão de características à descendência é relativamente baixa dados os mecanismos morfo-fisiológicos apresentados. Já as mitocôndrias herdadas por via materna são responsáveis pela inoculação de diversas patologias incuráveis que afectam múltiplos órgãos e tecidos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s